Custeio


Saiba como nossa reserva é mantida.


 

Setembro de 2009 – Estamos aguardando a conclusão dos procedimentos de análise e liberação de verbas do Estado do Amapá com base num projeto de custeio dos animais e manutenção de estruturas e equipamentos de apoio a RPPN apresentado no primeiro semestre deste ano.

Setembro de 2009 – Temos recebido apoio de através compensações financeiras com base em penas aplicadas às transgressões ambientais cometidos por terceiros, via Ministério Público Estadual, como apoio à Unidade de Conservação.

Outubro de 2009 – Na forma de captação de recursos com a visitação pública monitorada com cobrança de ingressos (taxas ambientais) para manutenção das trilhas, alimentação dos animais e outras despesas, temos observado uma volumosa adesão das escolas, faculdades e instituições religiosas à “aula passeio”.

Outubro de 2009 – Após a abertura desta modalidade de visita a partir de 26 de junho de 2004, em caráter experimental, a Reserva já recebeu (até 31 setembro de 2009) mais de 14.000 visitantes locais, dos outros estados do Brasil e do exterior (França, Áustria, Espanha, Colômbia, Suriname, Guiana Francesa, Portugal, USA, Polônia, Itália, etc).

Outubro de 2009 – Uma empresa júnior de mineração, que chega ao Amapá, deverá firma um Convênio de Cooperação Técnica com a RPPN REVECOM, com ajudas mensais.

Amigos da Revecom